terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Receita de ano novo

Para você ganhar belíssimo Ano Novo cor do arco-íris, ou da cor da sua paz, Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido (mal vivido talvez ou sem sentido).
Para você ganhar um ano não apenas pintado de novo, remendado às carreiras, mas novo nas sementinhas do vir-a-ser.
Novo até no coração das coisas menos percebidas (a começar pelo seu interior).
Novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota, mas com ele se come, se passeia, se ama, se compreende, se trabalha.
Você não precisa beber champanhe ou qualquer outra birita, não precisa expedir nem receber mensagens (planta recebe mensagens? passa telegramas?).

Não precisa fazer lista de boas intenções para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar arrependido pelas besteiras consumidas nem parvamente acreditar que por decreto de esperança a partir de janeiro as coisas mudem e seja tudo claridade, recompensa, justiça entre os homens e as nações.
Liberdade com cheiro e gosto de pão matinal, direitos respeitados, começando pelo direito augusto de viver.

Para ganhar um Ano Novo que mereça este nome, você, meu caro, tem de merecê-lo!
Tem de fazê-lo novo!
Eu sei que não é fácil, mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre.

[ Carlos Drummond de Andrade ]

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Conto de Fadas para Mulheres do Século 21


Era uma vez, numa terra muito distante, uma linda princesa, independente e cheia de auto-estima que, enquanto contemplava a natureza e pensava em como o maravilhoso lago do seu castelo estava de acordo com as conformidades ecológicas, se deparou com uma rã.

Então, a rã pulou para o seu colo e disse:


- Linda princesa, eu já fui um príncipe muito bonito. Uma bruxa má lançou-me um encanto e eu transformei-me nesta rã asquerosa.
Um beijo teu, no entanto, há de me transformar de novo num belo príncipe e poderemos casar e constituir um lar feliz no teu lindo castelo.
A minha mãe poderia vir morar conosco e tu poderias preparar o meu jantar, lavarias as minhas roupas, criarias os nossos filhos e viveríamos felizes para sempre.


Naquela noite, enquanto saboreava pernas de rã à sautée, acompanhadas de um cremoso molho acebolado e de um finíssimo vinho branco, a princesa sorria e pensava: Nem Fu-den-do!


[ Luís Fernando Veríssimo ]

sábado, 19 de dezembro de 2009

Esperança...

Hoje tudo pode lhe parecer triste, sem direção.
Mas lembre-se por quantas vezes você já se sentiu assim e, de alguma maneira, as coisas se resolveram.
O sol voltou a ter esperança.
Não se esqueça que a vida é feita de altos e baixos.
Não se entregue ao desânimo.
Olhe para frente, respire fundo, e procure a saída.

[ Orlando Ferraz ]

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Sem ele...

Naquele tempo era tudo mais fácil...
Andávamos juntos, de mãos dadas, sorrindo.
Tudo era mais raro, mais bonito.

Certo dia algo ruim aconteceu...
Chegou a hora de dizer adeus.

Ele dizia que não devíamos namorar...
Pois nós dois éramos diferentes como o fogo e o ar.
Despedaçada fiquei mas tive que aceitar.
Mas uma vida sem ele, era como não ter ar pra respirar...


[ by Neuza Almeida - minha irmã ]

=D

.

domingo, 13 de dezembro de 2009

O que é o Amor?

Será que é amor
Esse sentimento que acelera meu coração?
O que é Amor?
Ficar acordado
Pensando na pessoa amada,
Pensando como será o amanhã...

Imaginando como seria
Se a distância não existisse.
Querer a todo momento
Sentir o sabor do beijo,
O beijo apaixonado
Que é aprovado pelo amor.

Sentir a saudade apertar
E chorar...

Desejos de estar ao lado
Daquela pessoa especial...

Se tudo isso tem alguma coisa
Com o amor,
Acho que posso declarar...
Eu Amo Você!!!


[ Autor desconhecido ]

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Como roubar um coração?

Para se roubar um coração, é preciso que seja com muita habilidade, tem que ser vagarosamente, disfarçadamente, não se chega com ímpeto, não se alcança o coração de alguém com pressa.

Tem que se aproximar com meias palavras, suavemente, apoderar-se dele aos poucos, com cuidado.

Não se pode deixar que percebam que ele será roubado, na verdade, teremos que furtá-lo, docemente.

Conquistar um coração de verdade dá trabalho, requer paciência, é como se fosse tecer uma colcha de retalhos, aplicar uma renda em um vestido, tratar de um jardim, cuidar de uma criança.

É necessário que seja com destreza, com vontade, com encanto, carinho e sinceridade.

Para se conquistar um coração definitivamente tem que ter garra e esperteza, mas não falo dessa esperteza que todos conhecem, falo da esperteza de sentimentos, daquela que existe guardada na alma em todos os momentos.

Quando se deseja realmente conquistar um coração, é preciso que antes já tenhamos conseguido conquistar o nosso, é preciso que ele já tenha sido explorado nos mínimos detalhes, que já se tenha conseguido conhecer cada cantinho, entender cada espaço preenchido e aceitar cada espaço vago.

E então, quando finalmente esse coração for conquistado, quando tivermos nos apoderado dele, vai existir uma parte de alguém que seguirá conosco.

Uma metade de alguém que será guiada por nós e o nosso coração passará a bater por conta desse outro coração.

Eles sofrerão altos e baixos sim, mas com certeza haverá instantes, milhares de instantes de alegria.

Baterá descompassado muitas vezes e sabe por que?

Faltará a metade dele que ainda não está junto de nós.

Até que um dia, cansado de estar dividido ao meio, esse coração chamará a sua outra parte e alguém por vontade própria, sem que precisemos roubá-la ou furtá-la nos entregará a metade que faltava.

E é assim que se rouba um coração, fácil não?

Pois é, nós só precisaremos roubar uma metade, a outra virá na nossa mão e ficará detectado um roubo então!

E é só por isso que encontramos tantas pessoas pela vida a fora que dizem que nunca mais conseguiram amar alguém... é simples...

É porque elas não possuem mais coração, eles foram roubados, arrancados do seu peito, e somente com um grande amor ela terá um novo coração, afinal de contas, corações são para serem divididos, e com certeza esse grande amor repartirá o dele com você.



[ Luíz Fernando Veríssimo ]

sábado, 14 de novembro de 2009

Minha alma...


Minha alma tem o peso da luz.
Tem o peso da música.
Tem o peso da palavra nunca dita, prestes quem sabe a ser dita.
Tem o peso de uma lembrança.
Tem o peso de uma saudade.
Tem o peso de um olhar.
Pesa como pesa uma ausência.
E a lágrima que não se chorou.
Tem o imaterial peso da solidão no meio de outros.

[ Clarisse Lispector ]

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Que maravilha...



Lá fora está chovendo
Mas assim mesmo
Eu vou correndo
Só prá ver o meu amor
Ela vem toda de branco
Toda molhada
E despenteada
Que Maravilha
Que coisa linda
Que é o meu amor...

Por entre bancários
Automóveis
Ruas e avenidas
Milhões de buzinas
Tocando sem cessar...

Ela vem chegando de branco
Meiga, linda, pura
E muito tímida
Com a chuva molhando
Seu corpo
Que eu vou abraçar...

E a gente no meio da rua
Do mundo, no meio da chuva
A girar!
Que Maravilha!
A girar!
Que Maravilha!
A girar!
Que Maravilha!...

Lá fora está chovendo
Mas assim mesmo
Eu vou correndo
Só prá ver o meu amor
Ela vem toda de branco
Toda molhada
E despenteada
Que Maravilha
Que coisa linda
Que é o meu amor...


[ Toquinho ]


[ um amigo especial me mandou a letra, gostei e postei... ]

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Do tamanho do que vejo...

Onde você vê um obstáculo,
alguém vê o término da viagem
e o outro vê uma chance de crescer.

Onde você vê um motivo pra se irritar,
Alguém vê a tragédia total
E o outro vê uma prova para sua paciência.

Onde você vê a morte,
Alguém vê o fim
E o outro vê o começo de uma nova etapa...
Onde você vê a fortuna,
Alguém vê a riqueza material
E o outro pode encontrar por trás de tudo, a dor e a miséria total.

Onde você vê a teimosia,
Alguém vê a ignorância,
Um outro compreende as limitações do companheiro,
Percebendo que cada qual caminha em seu próprio passo.

E que é inútil querer apressar o passo do outro,
a não ser que ele deseje isso.
Cada qual vê o que quer, pode ou consegue enxergar.

Porque eu sou do tamanho do que vejo.
e não do tamanho da minha altura.

[ Fernando Pessoa ]

domingo, 1 de novembro de 2009

Procura-se um amigo...

Não precisa ser homem, basta ser humano, basta ter sentimentos, basta ter coração.
Precisa saber falar e calar, sobretudo saber ouvir.
Tem que gostar de poesia, de madrugada, de pássaro, de sol, da lua, do canto, dos ventos e das canções da brisa.
Deve ter amor, um grande amor por alguém, ou então sentir falta de não ter esse amor..
Deve amar o próximo e respeitar a dor que os passantes levam consigo.
Deve guardar segredo sem se sacrificar.

Não é preciso que seja de primeira mão, nem é imprescindível que seja de segunda mão.
Pode já ter sido enganado, pois todos os amigos são enganados.
Não é preciso que seja puro, nem que seja todo impuro, mas não deve ser vulgar.
Deve ter um ideal e medo de perdê-lo e, no caso de assim não ser, deve sentir o grande vácuo que isso deixa.
Tem que ter ressonâncias humanas, seu principal objetivo deve ser o de amigo.
Deve sentir pena das pessoa tristes e compreender o imenso vazio dos solitários.
Deve gostar de crianças e lastimar as que não puderam nascer.

Procura-se um amigo para gostar dos mesmos gostos, que se comova, quando chamado de amigo.
Que saiba conversar de coisas simples, de orvalhos, de grandes chuvas e das recordações de infância.
Precisa-se de um amigo para não se enlouquecer, para contar o que se viu de belo e triste durante o dia, dos anseios e das realizações, dos sonhos e da realidade.
Deve gostar de ruas desertas, de poças de água e de caminhos molhados, de beira de estrada, de mato depois da chuva, de se deitar no capim.

Precisa-se de um amigo que diga que vale a pena viver, não porque a vida é bela, mas porque já se tem um amigo.
Precisa-se de um amigo para se parar de chorar.
Para não se viver debruçado no passado em busca de memórias perdidas.
Que nos bata nos ombros sorrindo ou chorando, mas que nos chame de amigo, para ter-se a consciência de que ainda se vive.

[ Vinicius de Moraes ]

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Eu sei, mas não devia...

Eu sei que a gente se acostuma.
Mas não devia.
A gente se acostuma a morar em apartamentos de fundos e a não ter outra vista que não as janelas ao redor.
E porque não tem vista, logo se acostuma a não olhar para fora.
E porque não olha para fora, logo se acostuma a não abrir de todo as cortinas.
E porque não abre as cortinas logo se acostuma a acender cedo a luz.
E a medida que se acostuma, esquece o sol, esquece o ar, esquece a amplidão.
A gente se acostuma a acordar de manhã sobressaltado porque está na hora.
A tomar o café correndo porque está atrasado.
A ler o jornal no ônibus porque não pode perder o tempo da viagem.
A comer sanduíche porque não dá para almoçar.
A sair do trabalho porque já é noite.
A cochilar no ônibus porque está cansado.
A deitar cedo e dormir pesado sem ter vivido o dia.
A gente se acostuma a pagar por tudo o que deseja e o de que necessita.
E a lutar para ganhar o dinheiro com que pagar.
E a pagar mais do que as coisas valem.
E a saber que cada vez pagará mais.
E a procurar mais trabalho, para ganhar mais dinheiro, para ter com que pagar nas filas em que se cobra.
A gente se acostuma à poluição.
Às salas fechadas de ar condicionado e cheiro de cigarro.
À luz artificial de ligeiro tremor.
Ao choque que os olhos levam na luz natural.
Às bactérias de água potável.
A gente se acostuma a coisas demais, para não sofrer.
Em doses pequenas, tentando não perceber, vai afastando uma dor aqui, um ressentimento ali, uma revolta acolá.
Se a praia está contaminada, a gente molha só os pés e sua no resto do corpo.
Se o cinema está cheio, a gente senta na primeira fila e torce um pouco o pescoço.
Se o trabalho está duro a gente se consola pensando no fim de semana.
E se no fim de semana não há muito o que fazer, a gente vai dormir cedo e ainda fica satisfeito porque tem sempre sono atrasado.
A gente se acostuma para não se ralar na aspereza, para preservar a pele.
Se acostuma para evitar feridas, sangramentos, para poupar o peito.
A gente se acostuma para poupar a vida.
Que aos poucos se gasta, e que gasta de tanto se acostumar, e se perde de si mesma.

[ Marina Colassanti ]

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

O amor poderia estar mais perto do que se imagina...


Maria Flor e Gabriel eram amigos de muitos anos, um sabia tudo sobre a vida do outro como se fosse a sua própria vida. Flor, sempre com um sorriso simpático e um olhar meigo, era delicada e pálida como o luar. Gabriel era tímido, tinha os cabelos escuros como a noite e os olhos verdes como as águas do mar e era capaz de ficar horas, apenas olhando para Flor. Tinham sem duvida alguma, para aqueles que os conheciam, a amizade mais calorosa, e mais bela que já se tinha visto. Gabriel nunca teve ninguém, nenhum romance, nenhuma namorada. Flor já havia se apaixonado inúmeras vezes, porém, nunca ninguém a fez feliz, como ela sonhara um dia ser. Estava namorando, seu namorado se chamava Claudio. Era um rapaz elegante, muito bonito, porem lhe faltava algo, era extremamente sério, faltava-lhe a alegria e a simplicidade.

Gabriel um dia, enquanto andava pela praça, sentindo a brisa do outono, avistou Flor entra as roseiras, em lagrimas, e dor. Correu até ela, e perguntou-lhe o que havia acontecido, porque chorava com tanta dor. E ela, olhou no fundo daqueles olhos verdes e respondeu-lhe:

- Sempre sonhei com uma história singela de amor, mais nunca tive um final feliz com alguém. Procurei-me nos olhos de Claudio e não me encontrei, descobri então que não o amava e nem ele à mim. Eu só queria ser especial para alguém e ter alguém para poder dizer à ele, o quanto é especial para mim.

Gabriel olhou em seus olhos, segurou em suas mãos e disse-lhe:

-Não chores e não tema, não desista de encontrar o amor verdadeiro, ele pode estar mais perto do que se imagina, e ele nunca a abandonara. Sempre estarei com você !

Gabriel abriu seus braços e aconchegou Flor em seu peito, nesse momento caiu uma lágrima de seus olhos, molhando os cabelos de Flor. Flor se sentiu completamente em paz, se despediu de seu amigo e foi para casa.

No dia seguinte, foi até a casa de Gabriel para agradecer-lhe mais uma vez, mais não encontrou ninguém. A casa estava silenciosa e vazia. Correu de volta até sua casa, foi até a cozinha e encontrou sua mãe sentada a mesa com um envelope nas mãos com seu nome. Sua mãe lhe entregou a carta, beijou sua testa e foi para o quarto. Flor sentou-se, abriu a carta e começou a ler. A carta dizia:

- Maria Flor, vivi com você as melhores coisas da minha vida. As melhores aventuras, e as melhores histórias. Todos os milésimos de segundos que passei ao seu lado estão guardados em meu coração. Precisava dizer uma coisa muito importante à você ontem, mais não consegui, faltou-me coragem. Lembra quando te disse naquela praça, que o amor poderia estar mais perto do que se imagina? Então... ele estava segurando em tuas mão naquele momento. E como eu disse, ele nunca te abandonara. Te amei em todas as coisas, em todos os momentos e em todas as brincadeiras. Tenho guardado em minha memória todos os perfumes que usou, o jeito que mexia no cabelo, as covinhas no teu rosto, e o jeito como seus olhos ficavam pequenos quando sorria. Estive ao teu lado em todos os momentos da sua vida, e sempre estarei. Eu te amo como nunca, te amo como ninguém, e sempre te amarei. Mais sinto em dizer-te que tive que partir com minha família pela manha, e que ficarei longe por algum tempo. Mais não deixe de acreditar no amor, não deixe de acreditar no meu amor por você. Espera-me, e eu voltarei. Trarei comigo o amor que tanto esperou. Mandarei mais noticias em breve...Com todo o amor que um homem pode ter por uma mulher...
Gabriel ♥

Flor ficou mais pálida do que de costume, estremeceu. Não pode conter as lágrimas ao perceber que nunca conseguiu ser feliz porque nunca havia enxergado o amor, nunca percebeu que quem ela mais amava, a pessoa mais importante da sua vida, estava sempre ao seu lado, nas horas tristes e nas horas alegres. Tomou a decisão mais importante de sua vida... Decidiu esperar...esperar o tempo que fosse...e realmente...ela esperou !

Nos enganamos muitas vezes à procura do amor, e as vezes até pensamos em desistir. E na maioria delas, olhamos além das montanhas, sem antes olhar ao nosso redor, e para dentro do nosso coração. Não importa o quanto tenha sofrido em busca do amor, nunca desista de encontrá-lo, pois se não fossem os enganos, como saberíamos quando realmente é de verdade?

P.S.: Amei esse texto que foi escrito pela minha prima querida Érica Moreira.

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Erótico...

Satânico é meu pensamento a teu respeito,
e ardente é o meu desejo
de apertar-te em minha mão,
numa sede de vingança incontestável pelo
que me fizeste ontem.

A noite era quente e calma e eu estava em minha
cama, quando, sorrateiramente,
te aproximaste.
Encostaste o teu corpo
sem roupa no meu corpo nu, sem o mínimo pudor!

Percebendo minha
aparente indiferença,
aconchegaste-te a mim e
mordeste-me sem escrúpulos.
Até nos mais íntimos lugares.

Eu adormeci.

Hoje quando acordei,
procurei-te numa ânsia ardente,
mas em vão.
Deixaste em meu corpo e no lençol,
provas irrefutáveis do que entre nós ocorreu
durante a noite.

Esta noite recolho-me mais cedo,
para na mesma cama te esperar.
Quando chegares,
quero te agarrar com avidez e força.
Quero te apertar
com todas as forças de minhas mãos.

Só descansarei quando vir
sair o sangue quente do seu corpo.
Só assim, livrar-me-ei de ti,

pernilongo Filho da Puta!


[ Carlos Drummond de Andrade ]

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

É proibido...

É proíbido chorar sem aprender,
Levantar-se um dia sem saber o que fazer,
Ter medo de suas lembranças.

É proíbido não rir dos problemas,
Não lutar pelo que se quer,
Abandonar tudo por medo,
Não transformar sonhos em realidade.

É proíbido não demonstrar amor
Fazer com que alguém pague por tuas dúvidas e mau-humor.

É proíbido deixar os amigos,
Não tentar compreender o que viveram juntos,
Chamá-los somente quando necessita deles.

É proíbido não ser você mesmo diante das pessoas,
Fingir que elas não te importam,
Ser gentil só para que se lembrem de você,
Esquecer aqueles que gostam de você.

É proíbido não fazer as coisas por si mesmo,
Não crer em Deus e fazer seu destino,
Ter medo da vida e de seus compromissos,
Não viver cada dia como se fosse um último suspiro.

É proíbido sentir saudades de alguém sem se alegrar.
Esquecer seus olhos, seu sorriso, só porque seus caminhos se desencontraram,
Esquecer seu passado e pagá-lo com seu presente.

É proíbido não tentar compreender as pessoas,
Pensar que as vidas deles valem mais que a sua,
Não saber que cada um tem seu caminho e sua sorte.

É proíbido não criar sua história,
Deixar de dar graças a Deus por sua vida,
Não ter um momento para quem necessita de você,
Não compreender que o que a vida te dá, também te tira.

É proíibido não buscar a felicidade,
Não viver sua vida com uma atitude positiva,
Não pensar que podemos ser melhores,
Não sentir que sem você este mundo não seria igual.

[Pablo Neruda]

sábado, 12 de setembro de 2009

Se a gente...



Poww!!
E depois ainda dizem que mulher é que é complicada...
.
.
[ Recebido por email de um amigo ]

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Far Away

Este tempo, este lugar
Esses desperdícios , esses erros
Tanto tempo, tão tarde
Quem era eu para te fazer esperar?
Apenas mais uma chance
Apenas mais um suspiro
Caso reste apenas um
Porque você sabe,
Você sabe, você sabe...
Que eu te amo
Eu sempre te amei
E eu sinto sua falta
Estive afastado por muito tempo
Eu continuo sonhando que você estará comigo
E você nunca irá embora
Paro de respirar se
Eu não te ver mais
De joelhos, eu pedirei
Uma última chance para uma última dança
Porque com você, eu resistiria
A todo o inferno para segurar sua mão
Eu daria tudo
Eu daria tudo por nós
Dou qualquer coisa, mas não desistirei
Porque você sabe
você sabe, você sabe...
Tão longe
Estive afastado por muito tempo
Tão longe
Estive afastado por muito tempo
Mas você sabe, você sabe, você sabe...
Eu quis
Eu quis que você ficasse
Porque eu precisava
Porque eu preciso ouvir você dizer:
"Eu te amo
Eu te amei o tempo todo
E eu perdôo você
Por ficar tão longe por tanto tempo"
Então continue respirando
Por que eu não estou te deixando mais
Acredite em mim,
Segure-se em mim e nunca me solte.
Continue respirando
Segure-se em mim e nunca me solte
Continue respirando
Segure-se em mim e nunca me solte...
[ Tradução: Far away - Nickelback ]
P.S.: Achei linda a tradução e tem tudo a ver com o que eu estou sentindo...

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Um alguém em algum lugar...

Um dia tem 24 horas, 1440 minutos, 86400 segundos. E todos esses milhares de segundos só penso em uma pessoa, em VOCÊ!!
Só penso no momento que poderei te abraçar e beijar sem se esconder, sem segredos.
Não penso só no presente, no quanto queria estar com você agora. Penso no futuro também!
Em quando estivermos velhinhos relembrando a juventude, todas as vezes que eu ti fiz sofrer, todas as vezes que eu sofri...
A distância em Km entre nós diminuiu, mas parece que ficou maior ainda. A saudade bate a toda hora no meu peito, e quando ela entra e invade meu coração, eu choro, pra ver se ela sai correndo. A saudade então se acalma, mas não vai embora....
Vou te esperar, não importa quanto tempo passe, vou te esperar...
Porque quero ficar com você pro resto da minha vida..."até que a morte nos separe", mas acho que nem ela vai conseguir, porque o tamanho do meu amor por você não tem comparação.
Te amo muito!!
[ By Nil Almeida ]

P.S.: A criatividade bateu à minha porta e escrevi esse pequeno texto pra demonstrar tudo o que estou sentindo...

sábado, 22 de agosto de 2009

Eu aprendi...

EU APRENDI que a melhor sala de aula do mundo está aos pés de uma pessoa mais velha.
EU APRENDI que ser gentil é mais importante do que estar certo.
EU APRENDI que eu sempre posso fazer uma prece por alguém quando não tenho a força para ajudá-lo de alguma outra forma.
EU APRENDI que não importa quanta seriedade a vida exija de você, cada um de nós precisa de um amigo brincalhão para se divertir junto.
EU APRENDI que algumas vezes tudo o que precisamos é de uma mão para segurar e um coração para nos entender.
EU APRENDI que deveríamos ser gratos a Deus por não nos dar tudo que lhe pedimos.
EU APRENDI que dinheiro não compra "classe".
EU APRENDI que são os pequenos acontecimentos diários que tornam a vida espetacular.
EU APRENDI que debaixo da "casca grossa" existe uma pessoa que deseja ser apreciada, compreendida e amada.
EU APRENDI que Deus não fez tudo num só dia, o que me faz pensar que eu possa?
EU APRENDI que ignorar os fatos não os altera.
EU APRENDI que o AMOR, e não o TEMPO, é que cura todas as feridas.
EU APRENDI que cada pessoa que a gente conhece deve ser saudada com um sorriso.
EU APRENDI que ninguém é perfeito até que você se apaixone por essa pessoa.
EU APRENDI que a vida é dura, mas eu sou mais ainda.
EU APRENDI que as oportunidades nunca são perdidas, alguém vai aproveitar as que você perdeu.
EU APRENDI que quando o ancoradouro se torna amargo a felicidade vai aportar em outro lugar.
EU APRENDI que devemos sempre ter palavras doces e gentis pois amanhã talvez tenhamos que engolí-las.
EU APRENDI que um sorriso é a maneira mais barata de melhorar sua aparência.
EU APRENDI que todos querem viver no topo da montanha, mas toda felicidade e crescimento ocorre quando você esta escalando-a.
EU APRENDI que quanto menos tempo tenho, mais coisas consigo fazer.
[ Willian Shakespeare ]

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Every Breath You Take (A Cada Suspiro Seu)

A cada suspiro seu
A cada movimento que você fizer
A cada elo que você quebrar
A cada passo que você der
Eu estarei observando você

A cada dia
A cada palavra que você falar
A cada jogo que você brincar
A cada noite que você ficar
Eu estarei observando você

Oh, não pode ver
Que você pertence a mim?
Meu pobre coração dói
A cada passo seu

A cada movimento que você fizer
A cada promessa que você quebrar
A cada sorriso que você fingir
A cada pedido que você fizer
Eu estarei observando você

Desde que você se foi eu estive perdido sem uma pista
Eu sonho à noite e só consigo ver o seu rosto
Eu olho ao redor mas você eu não posso substituir
Sinto-me com tanto frio e eu desejo seu abraço
Eu continuo aqui chorando, baby, baby, por favor

Oh, você não pode ver
Que você pertence a mim?
Meu pobre coração dói
A cada passo seu

A cada movimento que você fizer
A cada promessa que você quebrar
A cada sorriso que você fingir
A cada pedido que você fizer
Eu estarei observando você

A cada movimento que você fizer
A cada passo que você der
Eu estarei observando você...

[Tradução: Every Breath You Take - The Police]


P.S: Um alguem especial me mandou a música faz um tempão, achei linda a tradução e resolvi postar.


Beijãoo =D

sábado, 15 de agosto de 2009

Se for...

Se for para esquentar, que seja o sol.
Se for para enganar, que seja o estômago.
Se for para chorar, que seja de alegria.
Se for para mentir, que seja a idade.
Se for para roubar, que se roube um beijo.
Se for para perder,que seja o medo.
Se for para cair,que seja na gandaia.
Se existir guerra, que seja de travesseiros.
Se existir fome, que seja de amor.
Se for para ser feliz, que seja o tempo todo!!!!

[Mário Quintana]

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Uma menina normal...


Era uma vez uma menina normal, com seus sonhos e aspirações, procurando apenas fazer o bem.
Não era a mais bonita, nem a mais simpática, nem a mais amada, mas bem que queria ser.
Já sofreu de dor, de amor, de rancor, mas não deixou de amar, um segundo sequer.
Que procurou sempre ser o melhor para todos, e que chorava ao ver a tristeza do mundo, querendo ajudar sempre, a fazer a sua parte, por mais que não fizesse tanta diferença.
Amou demais, se decepcionou demais, iludiu-se demais, e amou mais ainda.
Que não deixou de lutar, de acreditar, de ouvir, de falar.
Deu muitas cambalhotas para ver um amigo sorrir, escondeu muitas lágrimas num sorriso e que se escondeu debaixo da mesa de vergonha do mico pago.
Que aprendeu com os próprios tombos, que há sempre um novo dia, um novo desafio, uma nova lágrima, um novo sorriso, uma nova esperança!
Que confia em Deus e tem fé na vida, fé de que tudo vele a pena, quando há felicidade, fé e amor, e a maior delas é o amor.
.
.
.
P.S.: me identifiquei demais com esse texto, por isso postei aqui. Retirei da comunidade "Perfil e Depoimentos Prontos" do Orkut.
.
.
.
Beijão =D

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Mudança.

Mude, mas comece devagar, porque a direção é mais importante que a velocidade.
Sente-se em outra cadeira, no outro lado da mesa. Mais tarde, mude de mesa.
Quando sair, procure andar pelo outro lado da rua. Depois, mude de caminho, ande por outras ruas, calmamente, observando com atenção os lugares por onde você passa.
Tome outro ônibus.
Mude por uns tempos o estilo das roupas.
Dê os seus sapatos velhos.
Procure andar descalço alguns dias.
Tire uma tarde inteira para passear livremente na praia, ou no parque, e ouvir o canto dos passarinhos.

Veja o mundo de outras perspectivas.

Abra e feche as gavetas e portas com a mão esquerda.
Durma no outro lado da cama...Depois, procure dormir em outras camas.
Assista a outros programas de tv, compre outros jornais... leia outros livros.
Viva outros romances.
Não faça do hábito um estilo de vida.

Ame a novidade.

Durma mais tarde.
Durma mais cedo.
Aprenda uma palavra nova por dia numa outra língua.
Corrija a postura.
Coma um pouco menos, escolha comidas diferentes, novos temperos, novas cores, novas delícias.
Tente o novo todo dia. O novo lado, o novo método, o novo sabor, o novo jeito, o novo prazer, o novo amor, a nova vida.

Tente.

Busque novos amigos.
Tente novos amores.
Faça novas relações.
Almoce em outros locais, vá a outros restaurantes, tome outro tipo de bebida, compre pão em outra padaria.
Almoce mais cedo, jante mais tarde ou vice-versa.
Escolha outro mercado... outra marca de sabonete, outro creme dental... Tome banho em novos horários.
Use canetas de outras cores.
Vá passear em outros lugares.
Ame muito, cada vez mais, de modos diferentes.
Troque de bolsa, de carteira, de malas, troque de carro, compre novos óculos, escreva outras poesias.
Jogue os velhos relógios, quebre delicadamente esses horrorosos despertadores.
Abra conta em outro banco.
Vá a outros cinemas, outros cabeleireiros, outros teatros, visite novos museus.

Mude.

Lembre-se de que a Vida é uma só.
E pense seriamente em arrumar um outro emprego, uma nova ocupação, um trabalho mais light, mais prazeroso, mais digno, mais humano.
Se você não encontrar razões para ser livre, invente-as.

Seja criativo.

E aproveite para fazer uma viagem despretensiosa, longa, se possível sem destino.
Experimente coisas novas.
Troque novamente.
Mude, de novo.
Experimente outra vez.
Você certamente conhecerá coisas melhores e coisas piores do que as já conhecidas, mas não é isso o que importa.
O mais importante é a mudança, o movimento, o dinamismo, a energia.
Só o que está morto não muda !
Repito por pura alegria de viver: a salvação é pelo risco, sem o qual a vida não vale a pena !!!

[Clarice Lispector]

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Selinho - Este Blog tem Glamour!!!


Ganhei da "A menina e o blog” - visitem!

As regras ...
1 - O Selo deverá ser exibido no blog
2 - Linkar o Blog que te indicou o selinho
3 - Listar 5 desejos de consumo que te deixariam mais glamurosa.


→ uma lipo...
→ um cartão de crédito sem limites...
→ um volvo vermelho
→ um laptop com internet pra acessa meu blog não importa aonde eu esteja...
Ahh 4 desejos ta bom já....hsuahsuhasuh


4 - E como o que é bom é para dividir. Deverá indicar dez amigas para receber o selinho e avisá-las do mimo, é claro.

http://sabrinamedina.blogspot.com/
http://deliriosdeumamenteinconstante.blogspot.com/
http://arethingstoblog.blogspot.com/
http://loucasaleatoriedades.blogspot.com/
http://gabrielamafra.blogspot.com/
http://surrealismoconvincente.blogspot.com/
http://pra-escapar.blogspot.com/

Quem quiser pode pegar também =D

Até mais...Beijãoo =*

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Decidi triunfar...

E assim, depois de muito esperar, num dia como outro qualquer, decidi triunfar...
Decidi não esperar as oportunidades e sim, eu mesmo buscá-las.
Decidi ver cada problema como uma oportunidade de encontrar uma solução.
Decidi ver cada deserto como uma possibilidade de encontrar um oásis.
Decidi ver cada noite como um mistério a resolver.
Decidi ver cada dia como uma nova oportunidade de ser feliz.
Naquele dia descobri que meu único rival não era mais que minhas próprias limitações e que enfrentá-las era a única e melhor forma de superá-las.
Naquele dia, descobri que eu não era o melhor e que talvez eu nunca tenha sido.
Deixei de me importar com quem ganha ou perde.
Agora, me importa simplesmente saber melhor o que fazer.
Aprendi que o difícil não é chegar lá em cima, e sim deixar de subir.
Aprendi que o melhor triunfo que posso ter é ter o direito de chamar a alguém de "Amigo".
Descobri que o amor é mais que um simples estado e enamoramento, "o amor é uma filosofia de vida".
Naquele dia, deixei de ser um reflexo dos meus escassos triunfos passados e passei a ser a minha própria tênue luz deste presente.
Aprendi que de nada serve ser luz se não vai iluminar o caminho dos demais.
Naquele dia, decidi trocar tantas coisas...
Naquele dia, aprendi que os sonhos são somente para fazer-se realidade.
E desde aquele dia já não durmo para descansar...
Agora simplesmente durmo para sonhar.

[Walt Disney]

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Acredite...

Acredite nas pessoas.
Naquelas que possuem algo mais.
Aquelas que, às vezes, a gente confunde com anjos e outras divindades...
Digo daquelas pessoas que existem em nossas vidas e enchem nosso espaço com pequenas alegrias e grandes atitudes.
Falo daquelas que te olham nos olhos quando precisam ser verdadeiras, tecendo elogios, que pedem desculpas com a simplicidade de uma criança...
Pessoas firmes, verdadeiras, transparentes, amigas, ingênuas...
Que com um sorriso, um beijo, um abraço, uma palavra te faz feliz...
Aquelas que erram, acertam, não tem vergonha de dizer não sei, aquelas que sonham.
Aquelas amigas.
Aquelas que passam pela vida deixando sua marca, saudades, aquelas que fazem a diferença...
Aquelas que vivem intensamente um grande amor...
[autor desconhecido]

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Desejo

Desejo, primeiro, que você ame e que amando, também, seja amado.
E que se não for, seja breve em esquecer.
E esquecendo não guarde mágoa.
Desejo, pois, que não seja assim, mas se for, saiba ser sem se desesperar.

Desejo também que tenha amigos, que mesmo maus e inconseqüentes, sejam corajosos e fiéis.
E que em pelo menos num deles você possa confiar sem duvidar.
É porque a vida é assim.
Desejo ainda que você tenha inimigos, nem muitos, nem poucos, mas na medida certa para que, algumas vezes, você se interpele a respeito de suas próprias certezas.
E que entre eles, haja pelo menos um que seja justo, para que você não se sinta demasiado seguro.

Desejo depois que você seja útil, mas não insubstituível.
E que nos maus momentos, quando não restar mais nada essa utilidade seja suficiente para manter você de pé.

Desejo ainda que você seja tolerante, não com os que erram pouco, porque isto é fácil, mas com os que erram muito e irremediavelmente.
E que fazendo bom uso dessa tolerância, você sirva de exemplo aos outros.

Desejo que você sendo jovem não amadureça depressa demais, e que sendo maduro, não insista em rejuvenescer.
E que sendo velho não se dedique ao desespero.
Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor e é preciso deixar que eles escorram por entre nós.

Desejo também que você plante uma semente, por mais minúscula que seja, e acompanhe seu crescimento.
Para que você saiba de quantas muitas vidas é feita uma árvore.

Desejo que você tenha dinheiro, porque é preciso ser prático.
E que pelo menos uma vez por ano coloque um pouco dele na sua frente e diga "Isso é meu", só para que fique bem claro quem é o dono de quem.

Desejo também que nenhum dos seus afetos morra, por ele, e por você, mas que se morrer, você possa chorar sem se lamentar e sofrer sem se culpar.

Desejo, por fim, que você, sendo um homem tenha uma boa mulher.
E que, sendo uma mulher, tenha um bom homem.
E que se amem hoje, amanhã e no dia seguinte.
E quando estiverem exaustos e sorridentes, ainda haja amor para recomeçar.
E se tudo isso acontecer não tenho nada mais a te desejar!!

[Victor Hugo]

sábado, 27 de junho de 2009

Meu pensamento focaliza alguém...

Sozinho meu pensamento focaliza alguém...

Deixo-o livre e de repente meu coração aperta.

Mas não estou triste, pelo contrário...

Até deixo escapar um sorriso.

Comer não me parece tão importante agora.

Me sinto alimentado por outra coisa...

Acordo sempre com os mesmos pensamentos.

E os mesmo me impulsionam a ter um grande dia.

Quando te vejo sinto coisas estranhas, mas boas.

Quando falo com você minha cabeça pensa direito,

Mas minhas palavras saem embaralhadas...

Por que minhas mãos estão suando?

Sozinho, meu pensamento focaliza alguém...

Esse alguém é você...

É, estou amando...

[Bob Marley]

domingo, 21 de junho de 2009

Conselho de um velho apaixonado ♥

Quando encontrar alguém e esse alguém fizer seu coração parar de funcionar por alguns segundos, preste atenção: pode ser a pessoa mais importante da sua vida.

Se os olhares se cruzarem e, neste momento, houver o mesmo brilho intenso entre eles, fique alerta: pode ser a pessoa que você está esperando desde o dia em que nasceu.

Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo for apaixonante, e os olhos se encherem d'água neste momento, perceba: existe algo mágico entre vocês.

Se o 1º e o último pensamento do seu dia for essa pessoa, se a vontade de ficar juntos chegar a apertar o coração, agradeça: Algo do céu te mandou um presente divino : O AMOR.

Se um dia tiverem que pedir perdão um ao outro por algum motivo e, em troca, receber um abraço, um sorriso, um afago nos cabelos e os gestos valerem mais que mil palavras, entregue-se: vocês foram feitos um pro outro.

Se por algum motivo você estiver triste, se a vida te deu uma rasteira e a outra pessoa sofrer o seu sofrimento, chorar as suas lágrimas e enxugá-las com ternura, que coisa maravilhosa: você poderá contar com ela em qualquer momento de sua vida.

Se você conseguir, em pensamento, sentir o cheiro da pessoa como se ela estivesse ali do seu lado...

Se você achar a pessoa maravilhosamente linda, mesmo ela estando de pijamas velhos, chinelos de dedo e cabelos emaranhados...

Se você não consegue trabalhar direito o dia todo, ansioso pelo encontro que está marcado para a noite...

Se você não consegue imaginar, de maneira nenhuma, um futuro sem a pessoa ao seu lado...

Se você tiver a certeza que vai ver a outra envelhecendo e, mesmo assim, tiver a convicção que vai continuar sendo louco por ela...

Se você preferir fechar os olhos, antes de ver a outra partindo: é o amor que chegou na sua vida.

Muitas pessoas apaixonam-se muitas vezes na vida poucas amam ou encontram um amor verdadeiro.

Às vezes encontram e, por não prestarem atenção nesses sinais, deixam o amor passar, sem deixá-lo acontecer verdadeiramente.

É o livre-arbítrio. Por isso, preste atenção nos sinais.

Não deixe que as loucuras do dia-a-dia o deixem cego para a melhor coisa da vida: o AMOR !!! ♥

[Carlos Drummond de Andrade]

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Já fiz muitas coisas...


Já escondi um AMOR com medo de perdê-lo, já perdi um AMOR por escondê-lo.
Já segurei nas mãos de alguém por medo, já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir minhas mãos.
Já expulsei pessoas que amava de minha vida, já me arrependi por isso.
Já passei noites chorando até pegar no sono, já fui dormir tão feliz, ao ponto de nem conseguir fechar os olhos.
Já acreditei em amores perfeitos, já descobri que eles não existem.
Já amei pessoas que me decepcionaram, já decepcionei pessoas que me amaram.
Já passei horas na frente do espelho tentando descobrir quem sou, já tive tanta certeza de mim, ao ponto de querer sumir.
Já menti e me arrependi depois, já falei a verdade e também me arrependi.
Já fingi não dar importância às pessoas que amava, para mais tarde chorar quieta em meu canto.
Já sorri chorando lágrimas de tristeza, já chorei de tanto rir.
Já acreditei em pessoas que não valiam a pena, já deixei de acreditar nas que realmente valiam.
Já tive crises de riso quando não podia.
Já quebrei pratos, copos e vasos, de raiva.
Já senti muita falta de alguém, mas nunca lhe disse.
Já gritei quando deveria calar, já calei quando deveria gritar.
Muitas vezes deixei de falar o que penso para agradar uns, outras vezes falei o que não pensava para magoar outros.
Já fingi ser o que não sou para agradar uns, já fingi ser o que não sou para desagradar outros.
Já contei piadas e mais piadas sem graça, apenas para ver um amigo feliz.
Já inventei histórias com final feliz para dar esperança a quem precisava.
Já sonhei demais, ao ponto de confundir com a realidade...
Já tive medo do escuro, hoje no escuro "me acho, me agacho, fico ali".
Já cai inúmeras vezes achando que não iria me reerguer, já me reergui inúmeras vezes achando que não cairia mais.
Já liguei para quem não queria apenas para não ligar para quem realmente queria.
Já corri atrás de um carro, por ele levar embora, quem eu amava.
Já chamei pela mamãe no meio da noite fugindo de um pesadelo.
Mas ela não apareceu e foi um pesadelo maior ainda.
Já chamei pessoas próximas de "amigo" e descobri que não eram...
Algumas pessoas nunca precisei chamar de nada e sempre foram e serão especiais para mim.
Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostre o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração!
Não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente!
Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão.
Sou sempre eu mesmo, mas com certeza não serei o mesmo pra SEMPRE!
[ autor desconhecido ]

sexta-feira, 5 de junho de 2009

Sobre o direito de SURTAR

Toda mulher tem o direito de surtar. Dar piti. Jogar umas coisas no chão e chorar. De preferência em casa, pra não ameaçar o patrimônio publico, mas às vezes também acontece na rua fazer o que né?!

É simples: as mulheres são seres cíclicos, com altos e baixos hormonais. Tem tensão Pré-menstrual, Tensão-Menstrual e tensão Pós-Menstrual.

E a culpa é toda dos hormônios. Não podemos controlá-los. Então, desculpe, temos esse direito.

Até porque o ato de surtar pode nos trazer GRANDES benefícios quando usado com moderação e até prevenir doenças como câncer, ulcera, estresse e tédio profundo.

É por isso que as mulheres tem vida mais longa que os homens. Eles (”eles” quase todos) guardam tudo, acham que surtar é coisa de mulher. Mais é mesmo, mas e daí? Se ficar guardando tudo vai acabar como aquele senhor, tendo um dia de fúria.

Todo mundo deveria extravasar de tempos em tempos para evitar maiores danos.

Quem sobrevive guardando no peito aqueles dias frios em que você pisa de meia no chão molhado, ou quando o miojo cai todo na pia quando você vai dar aquela escorridinha, ou em que você passa horas no transito sem bateria no Ipod, ou em que os pagamentos não entram (mais as contas sim), ou em que ninguém te escuta, ou em que a internet não funciona, ou a calça não entra mais, ou em que você acaba de passar delineador e borra a cara inteira, ou tudo isso reunido no mesmo dia infeliz?

O que mais pode uma dama fazer a não ser jogar tudo para cima e chorar lágrimas incontidas de ódio até secar?

Depois passa e você se sente melhor, livre das toxinas das lágrimas e aliviada por não ter engolido todas aquelas coisas ruins, pronta para sair para a vida com os cabelos esvoaçantes, a alma leve e a pele viçosa.

Mas também não vai achar que é pra sair surtando, mas outros a toda por qualquer coisinha; isso causaria uma reação em cadeia de surtos e sabe-se lá o que poderia acontecer.

Surte, mas surte direito.


[ Fonte: Revista Gloss ]

sábado, 16 de maio de 2009

Coisa complicada...

Se a gente se insinua, é uma mulher atirada.
Se a gente fica na nossa, tá dando uma de difícil.
Se a gente põe limitações no namoro, é autoritária.
Se concorda com o que o namorado diz, é uma lesa sem opinião.

Se a mulher batalha por estudos e profissões, é uma ambiciosa.

Se não tá nem aí pra isso, é dondoca.
Se a gente adora falar em política e economia, é feminista.
Se não se liga nesses assuntos, é desinformada.

Se a mulher corre pra matar uma barata, não é feminina.
Se corre de uma barata, é uma medrosa.
Se a gente ganha menos que o homem, é pra ser sustentada.
Se ganha mais que o homem, é pra jogar na cara deles.

Se a gente adora roupas e cosméticos, é narcisista.
Se não gosta, é desleixada.
Se sai mais cedo do trabalho, é folgada.
Se faz hora extra, é gananciosa.

Se gosta de TV, é fútil.
Se gosta de livros, tá dando uma de intelectual.
Se a gente se chateia com alguma atitude dele, é uma mulher mimada.
Se aceita tudo o que ele faz, é submissa.

Se a gente quer ter quatro filhos, é uma louca inconseqüente.
Se só quer ter um, é uma egoísta que não tem senso maternal.
Se a gente gosta de rock, é uma doida chapadeira.
Se gosta de música romântica, é brega.
Se gosta de música eletrônica, é porra-loca.

Se a gente usa sainha curta, é vulgar.
Se usa saia comprida, é crente.
Se a gente tá branca, eles dizem pra gente pegar uma corzinha.
Se tá bem bronzeada, eles dizem que preferem as mais clarinhas.

Se a gente faz cena de ciúme, é uma neurótica.
Se não faz, não sabe defender seu amor.
Se a gente fala mais alto que ele, é uma descontrolada.
Se a gente fala mais baixo, é subserviente.

E depois vem dizer que mulher é que é complicada...
[autor desconhecido]

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Amanhecer...

Hoje dei-me um tempo para pensar na vida.
Na minha vida!!!
Decidi então que a partir do próximo Amanhecer vou mudar alguns detalhes para ser a cada novo dia, um pouquinho mais feliz.

Para começar, não vou mais olhar para trás.
O que passou é passado, se errei, agora não vou conseguir corrigir.
Então, para quê remoer o que passou?
Refletir sobre aqueles erros sim e então fazer deles um aprendizado para o “meu hoje”...

Nem todas as pessoas que amo, retribuem os meus carinhos como “eu” gostaria...
E daí?
A partir do próximo Amanhecer vou continuar a amá-las, mas não vou tentar mudá-las.
Pode ser até que ficassem como eu gostaria que fossem e deixássem de ser as pessoas que eu amo.

Mas não é isso que eu quero!
Mudo eu...
Mudo sim o meu modo de vê-las.
Respeito o seu modo de ser.
Mas não vou desistir dos meus sonhos!!!
A partir do próximo Amanhecer vou lutar com mais garra!
Mas vai ser diferente...

Não vou mais responsabilizar ninguém pela minha felicidade.
E VOU SER FELIZ!!!
Não vou mais parar a minha vida porque o que desejo não acontece, porque uma mensagem não chega, porque não ouço o que gostaria de ouvir.
Vou fazer o meu próprio momento...
Vou ser feliz agora...
Terei outros dias pela frente!!!
Nunca mais darei muita importância aos problemas que não tenho conseguido resolver.

A partir do próximo Amanhecer, vou agradecer a Deus, todos os dias por me dar forças e motivos para viver,apesar dos meus problemas!
Chega de sofrer pelo que não consigo ter, pelo que não ouço ou não leio.
Pelo tempo que não tenho e até de sofrer por antecipação, pensando sempre, apenas no pior.

A partir do próximo Amanhecer, só vou pensar no que tenho de bom.
Vou aproveitar a presença dos meus amigos para sorrir, conversar, para dividir felicidade...
A partir do próximo Amanhecer vou ser apenas eu!
Não mais vou ser o que os outros querem que eu seja, não mais vou sorrir sem vontade, ou dizer aos outros o que eles querem ouvir...

A partir do próximo Amanhecer vou viver a minha vida, SEM MEDO DE SER FELIZ.
Vou continuar esperando...
Não, não vou esquecer ninguém!
Mesmo os que me magoaram são importantes na minha vida!
Fizeram-me crescer!
Mas...
A partir do próximo Amanhecer, quando a gente se encontrar, com certeza, vou te dar “aquele” abraço bem apertado, e com toda a sinceridade...dizer... QUE TE ADORO!!!!
E tenho ainda muito amor para te dar.
[autor desconhecido]

domingo, 3 de maio de 2009

Basta Um Minuto...

Um minuto serve para você sorrir:
Sorrir para o outro, para você e para a vida.
Um minuto serve para você ver o caminho,
olhar a flor, sentir o cheiro da flor,
sentir a grama molhada, notar a transparência da água.

Basta um minuto para você avaliar a imensidão
do infinito, mesmo sem poder entendê-lo.
Em um minuto apenas você ouve o som
dos pássaros que não voltam mais.

Um minuto serve para você ouvir o silêncio,
ou começar uma canção.
É num minuto que você dará o sim
que modificará sua vida... e basta.

Basta um minuto para você apertar a mão
de alguém e conquistar um novo amigo.
Em um minuto você pode sentir
a responsabilidade pesar em seus ombros:
a tristeza da derrota,
a amargura da incerteza,
o gelo da solidão,
a ansiedade da espera,
a marca da decepção e a alegria da vitória...
Quanta vitória se decide num simples momento,
num simples minuto!

Num minuto você pode amar,
buscar, compartilhar, perdoar,
esperar, crer, vencer e ser...
Num simples minuto você pode salvar a sua vida...
Num pequeno minuto você pode incentivar
alguém ou desanimá-lo!

Basta um minuto para você recomeçar
a reconstrução de um lar ou de uma vida.
Basta um minuto de atenção para
você fazer feliz um filho,
um aluno, um professor, um semelhante...

Basta um minuto para você entender
que a eternidade é feita de minutos.
[autor desconhecido]

sexta-feira, 1 de maio de 2009

Aquela Garota...

Sou aquela garota que era uma criança boba e agora essa criança aqui resolveu crescer...
Aquela garota que vivia acreditando em contos de fadas; hoje ela acordou pra realidade...
Aquela garota que antes não amava; hoje além de amar, ela dá a vida pelo amor...
Aquela garota que antes chorava; hoje ela sorri sem parar...
Aquela garota que antes não tinha amigos, apenas colegas; hoje ela tem irmãos...
Aquela garota que antes pensava que não faria diferença no mundo, era só mais uma; hoje ela descobriu que é importante pra muita gente e que pode fazer a diferença sim....
Aquela que não deixa pegadas e sim um perfume no ar...
Aquela que teme errar, teme machucar...
Aquela que todos chamam de complicada, que às vezes quer ser a perfeitinha...
Que as amizades cultiva, para cada vez crescerem mais...
A menina às vezes julgada e que às vezes julga...
Tem seu ponto de vista, tem seu modo de ser...
Ahh...nunca pense em me enganar, sempre descobrirei a verdade...
Eu sou aquela que chamam de corajosa...
Ao mesmo tempo essa frágil menina...
Que sabe que o amor vence barreiras, mas não impede de sonhar...
Aquela garota que sabe o que quer; e que vai conseguir o que tanto deseja...
[by Neuza Almeida - minha irmã]